segunda-feira, março 13, 2006

"Freakonomics" de Steven Levitt

Steven Levitt é um economista, mas não gosta de economês. Ele entende que a Economia é o estudo dos incentivos -- como as pessoas conseguem o que desejam ou lhes é necessário, principalmente quando outros desejam a mesma coisa ou dela necessitam. Nesse livro, ele mostra correlações muito interessantes entre eventos, baseado nesse conceito de "punição e recompensa" que movimenta a economia. Um trecho legal:

"Algumas trapaças mal deixam rastro. Em outros casos, as provas são cabais. Tomemos o que ocorreu numa noite de primavera de 1987: à meia-noite, sete milhões de crianças americanas sumiram do mapa. Terá sido a maior onda de seqüestros da história? Nada disso. Na noite de 15 de abril a Receita Federal americana mudou uma regra. Em vez de meramente listar cada filho menor dependente, os contribuintes teriam, a partir dali, de fornecer um número de Previdência Social para cada um deles. De repente, sete milhões de crianças -- fantasmas cuja existência havia se limitado a justificar deduções nos formulários 1040 do Imposto de Renda no ano anterior -- desapareceram, correspondendo a uma em dez no total de menores dependentes em todo o país."

O livro pode ser comprado em português aqui, e em inglês aqui.

Ferramenta multiuso

A FarmerLink lançou esta prática ferramenta múltipla, por apenas US$ 9,99. Entre no catálogo da empresa e procure pelo código 500587, "4-In-1 Farmer's Plier with Pouch".

Google lança calendário com Ajax

O Google está lançando um novo aplicativo de calendário chamado CL2. O programa foi desenvolvido em Ajax, e se integra totalmente ao Gmail. O CL2 permite agendar eventos e criar alertas, integrados com mensagens de email. Segundo analistas, o aplicativo do Google deve desbancar os concorrentes do mercado. Veja uma análise detalhada e mais screenshots do CL2 no TechCrunch.

Robô-babá da NEC

Pode parecer só um brinquedo, mas o robô PaPeRo ("Partner-Type Personal Robot") da NEC é uma máquina bastante sofisticada, com avançados processadores de imagem e som, sensores e programas de inteligência artificial. Com 38 cm de altura, o PaPeRo é capaz de reconhecer rostos e de compreender vários comandos verbais. A NEC espera que as crianças adotem o robozinho como parceiro de brincadeiras -- ele conhece vários jogos e atividades.

Food loop



A Fusion Brands criou esse substituto moderno do velho barbante para cozinhar: um anel de silicone resistente ao calor (agüenta até 375 graus Celsius), que permite invenções variadas na cozinha. Como diz o site, basta rechear, enrolar e levar ao fogo!

domingo, março 12, 2006

Mais quente que o núcleo do Sol

Cientistas do Sandia National Laboratory anunciaram que conseguiram gerar temperaturas de mais de 2 bilhões de graus Kelvin, mais quente que o interior do Sol. O laboratório conseguiu a façanha com um acelerador chamado Z Machine, que produz plasmas extremamente quentes. O feito pode permitir que reatores de fusão nuclear possam ser construídos com segurança e em menor escala, em algum futuro. Na imagem, arcos e centelhas de plasma que atravessam o espaço entre condutores de metal (clique na imagem para vê-la ampliada)

Um bilhão(!) de labirintos

Este site agradaria Jorge Luís Borges. São realmente 1 bilhão de labirintos em PDF, que podem ser impressos.

Showroom dummies















A norte-americana Cindy Sherman veste e fotografa manequins em poses muito peculiares.

Os planetinhas de Karin Frank













A artista vienense Karin Frank tem uma coleção muito bacana de pequenas esculturas de madeira, sobre temas que vão do erótico ao escatológico.

Galeria carnívora

Veja uma galeria com dezenas de espécies de plantas carnívoras aqui. Essas plantas sempre inspiraram a imaginação das pessoas...basta pensar na Pequena Loja dos Horrores.

quarta-feira, março 08, 2006

Origami para piquenique


A inglesa Orikaso criou essa interessante linha de utensílios descartáveis e dobráveis que podem ser usados para comer ao ar livre. Copo, prato e tigela cabem em uma sacola com menos de 1 centímetro de espessura. O conjunto custa £9.99.

Complexidade visual





O Visual Complexity é uma lista com quase 300 projetos de mapeamento de informações. Criado pelo designer português Manuel Lima como parte de sua tese na Parson's School of Design em Nova York, o VC mostra mapas gerados por computador em áreas que vão da biologia à informática e da sociologia ao reconhecimento de padrões.

Luz repartida

Interessante conceito de iluminação da designer holandesa Caroline Noordijk. Chamadas "Split Light", as luminárias consistem de elementos móveis que são presos a um tubo de acrílico, dentro do qual há uma lâmpada fluorescente. Os elementos podem ser movimentados separadamente, mudando a direção da luz em seções individuais. Todos os módulos podem ser usados em combinações que funcionam para todos os tamanhos de lâmpadas fluorescentes.

Para garotas modernas

Superchic essa samba-canção feminina com bolsinho para o iPod. Custa US$ 19,00 no site da Fresh Pair.

Atípicos












Muito interessantes os produtos dessa marca, Atypyk. (clique nas imagens para vê-las ampliadas)

terça-feira, março 07, 2006

Francamente, George Lucas!


Dizem que o criador da saga 'Guerra nas Estrelas' renega completamente o duvidosíssimo "Star Wars Holiday Special', lançado na esteira do sucesso do primeiro filme da série. O diretor tenta fazer o programa de TV desaparecer desde a sua primeira exibição, no natal de 1978. Veja aqui um compacto do especial de TV, uma colagem absurda de imagens dos filmes com números musicais e esquetes cômicos totalmente sem graça. Uma resenha minunciosa da atração pode ser vista aqui (em inglês).

Andei meio desligado...

Mas já voltei do espaço sideral.
Na imagem, o plano de vôo da Apolo 11, em 1969. Todos os computadores da NASA de então caberiam numa calculadora que camelô vende hoje na rua. A imagem faz parte do acervo do NARA - U.S. National Archives and Records Administration, que vale (muito) uma visita. (obrigado, Kujawski!)

sexta-feira, fevereiro 24, 2006

Convertendo impacto em luz



Muitos esportistas praticam corrida à noite e ficam expostos a acidentes no escuro. O tênis de corrida BrightWalk, criado pela Zanic Design, resolve o problema sem recorrer a baterias e lâmpadas comuns. O conceito usa sensores piezoeletétricos e polímeros eletroluminescentes. Os sensores nas solas recebem o impacto da caminhada e converte a energia mecânica em energia elétrica -- o que acende os polímeros no corpo do tênis.

quinta-feira, fevereiro 23, 2006

À toa na internet

Uma pesquisa recente do instituto Pew Internet indica que grande parte dos internautas nos EUA usa a internet "sem motivo especial, apenas por diversão e para passar o tempo". A pesquisa mostrou que, em dezembro de 2005, 30% dos entrevistados disseram navegar à toa na web, contra 21% em dezembro de 2004. Passear a esmo na web só perde para ver email (52% dos entrevistados) e usar um site de busca (38% fazem isso pelo menos uma vez por dia) -- e empata com o hábito de ler notícias na internet (31%).
Esse dado é uma boa dica: sites dedicados ao lazer e entretenimento estão em ascenção, e não deve ser um bolha passageira. Veja a pesquisa completa do Pew neste PDF.

terça-feira, fevereiro 21, 2006

América paranóica


Mais uma adaptação de Philip K. Dick deve fazer sucesso nos cinemas este ano. "A Scanner Darkly" tem Keanu Reeves, Robert Downey Jr. e Winona Ryder nos papéis principais. Se passa em um futuro próximo, onde 2 em cada 10 americanos estão a serviço do governo para espionar os outros 8 -- em nome da segurança nacional e do combate às drogas. Quando mandam o agente interpretado por Reeves espionar seus amigos, ele entra numa viagem paranóica alimentada pela máquina burocrática de altíssima tecnologia. Assista o trailer aqui -- destaque para a cena onde o personagem de Keanu usa uma roupa que muda continuamente de aparência, para ele não ser identificado pelos milhões de câmeras e sensores no ambiente.

Brokeback mountain para legos

Sensacional recriação de cenas do filme com Lego, aqui.

Cidade da informação total



A 65 quilômetros ao sul de Seul, os sul-coreanos estão construindo uma "cidade de informação total". Quando ficar pronta em 2014, New Songdo City terá todos os seus sistemas de informações (residenciais, comerciais, médicos, governamentais, etc) interligados, com computadores em todas as casas, ruas e edifícios. Os residentes usarão uma "chave-cartão" digital. Além de abrir as portas de casa, o residente poderá usá-la para pegar o metrô, pagar parquímetros, ter acesso ao cinema ou teatro, e até pegar emprestado uma bicicleta pública. Os cartões serão anônimos, não associados a dados pessoais. Se for perdido, poderá ser imediatamente cancelado. (clique na imagem para vê-la ampliada)

sexta-feira, fevereiro 17, 2006

Grafitis de luz

Um grupo de arteiros chamado Graffitti Research Lab criou uma engenhosa intervenção urbana. São LEDs coloridos, presos com fita adesiva a baterias tipo botão e pequenos imãs. Os chamados "LED Throwies" são então atirados em estruturas metálicas, onde permanecem acesos por cerca de duas semanas. O efeito é bem bacana. Veja um vídeo da ação dos grafiteiros eletrônicos aqui.

quarta-feira, fevereiro 15, 2006

Bola com chip vai fazer tira-teima no vôlei

Segundo notícia do Valor Econômico, a alta tecnologia chegou às quadras brasileiras de vôlei para acabar com dúvidas da arbitragem. Um sistema que equipa a bola com um chip e uma bateria está sendo desenvolvido pela Cambuci, a empresa por trás da marca Penalty, e deve entrar em testes conclusivos até meados deste ano. O projeto, chamado s2i2, deve consumir US$ 2 milhões no desenvolvimento e pode se tornar um produto comercial com distribuição mundial. Para o presidente da Confederação Brasileira de Voleibol, Ary Graça Filho, o vôlei se tornou um espetáculo que custa muito dinheiro e não pode ficar sujeito a erros técnicos.A bola com chip vai enviar sinais que serão captados por antenas instaladas em vários pontos da quadra.

terça-feira, fevereiro 14, 2006

Brasil terá 1a. usina elétrica marinha das Américas

Segundo a Agência Brasil, a partir de outubro, a primeira usina de produção de energia elétrica a partir de ondas do mar no continente americano começará a funcionar em fase de testes no Ceará. Dois módulos da futura usina serão instalados como parte de um projeto experimental no porto do Pecém, a 60 quilômetros da capital cearense. O projeto está sendo desenvolvido pela Coppe (Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Engenharia), da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro), e Eletrobrás, em parceria com o governo do estado do Ceará. A implantação da usina ainda depende da Finep (Financiadora de Estudos e Projetos), que deverá arcar com a metade dos R$ 3,5 milhões a serem investidos. Inicialmente serão gerados apenas 50 KW, o suficiente para abastecer cerca de 20 famílias, como explicou o professor Segen Farid Estefen, coordenador do programa de Engenharia Oceânica da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

segunda-feira, fevereiro 13, 2006

Tela interativa


Clique na imagem para ver o vídeo de um sistema experimental de tela interativa -- realmente interativa. Deixa 'Minority Report' no chinelo.

Mais coisas holandesas




Mais criações do Droog Design. Maçaneta em braile, uma planta genuinamente artificial e um saco de dormir à prova de balas (lá se vai o sonhos dos hippies)

Robô de Philip K. Dick está desaparecido















O jornal australiano The Age informa que o autômato criado com a aparência do autor de "Blade Runner" e "Minority Report" está desaparecido há algumas semanas. O robô animatrônico criado por David Hanson e sua equipe na Hanson Robotics sumiu em meados de janeiro, a caminho de uma apresentação na Califórnia. Aparentemente, a empresa aérea extraviou o robô durante o percurso.
Levando em conta o universo literário de Dick (andróides, clones, realidades paralelas) chama a atenção a ironia desse desaparecimento. Os responsáveis pelo autômato certamente reconhecem o humor do caso, mas estão ansiosos para recuperar o boneco, que deve fazer parte da coleção circulante do Smithsonian Institute de Washington no segundo semestre.

domingo, fevereiro 12, 2006

O estranho mundo de Boris Artzybasheff




Este blog publicou algumas imagens do impressionante livro "AS I SEE", do ilustrador Boris Artzybasheff. A primeira seção do livro é chamada de "Neurotica" e traz representações de algumas doenças mentais. De cair o queixo. Ao lado, "Hipocondria", "Frustração" e "Ansiedade".

Monorail!

O escritor de ficção-científica Ray Bradbury defende em artigo publicado no Los Angeles Times a construção imediata de monotrilhos para resolver o grave problema de tráfego em Los Angeles. Ele prevê que o trânsito da cidade vai atingir o colapso total dentro de cinco anos. Para Bradbury, o metrô não é a saída: é muito caro e demoraria vários anos para ser concluído. O escritor defende a retomada de um projeto de 1963, onde a empresa Alweg Monorail construiria o sistema de graça para a cidade, e exploraria as tarifas do transporte. O projeto foi rejeitado pela Comissão de Transportes de L.A. e Bradbury passou as quatro décadas seguintes defendendo sua retomada. Quem sabe as mudanças tecnológicas de hoje não tornem o monotrilho uma opção mais atraente para metrópoles congestionadas? Em todo caso, a história faz lembrar de um certo episódio de 'Os Simpsons'.

Skywalk

Será inaugurado este ano o "Skywalk" no Grand Canyon. Trata-se de uma plataforma envidraçada suspensa sobre um desfiladeiro, com uma vista estonteante a 1.219 metros do solo. O Skywalk foi concebido pela tribo Hualapai, uma comunidade de 2.000 pessoas na borda oeste do Canyon.

Falando em luminárias...

O designer japonês Kyouei criou uma solução de iluminação que se resume a um balão de borracha cheio de ar com um LED dentro. O LED ilumina bem, não gera calor (o que queimaria a bexiga) e consome pouquíssima energia (uma bateria comum do tipo moeda garante 100 horas de iluminação). Assim, as tradicionais lanternas japonesas entram no século 21 com a elegância intacta.

Mais design holandês




O escritório holandês de design Droog tem criações notáveis em seu catálogo, como essas taças com pé alto para todos os tipos de bebida, uma caixa de cubos de açúcar numerados e essa interessante luminária flexível.

Um futuro para a multimídia no celular

Celulares e PDAs já atingiram uma boa qualidade de áudio. O grande problema que impede a explosão multimídia no celular (assistir TV digital, navegar na internet, responder emails, etc) é o tamanho minúsculo da tela. A australiana Digislide anuncia uma solução que projeta a tela do celular em uma parede ou outra superfície, mantendo a resolução e a nitidez da imagem. Pode ser o verdadeiro "killer app" da nova geração de comunicadores portáteis. Veja o vídeo de demonstração da Digislide aqui.

Homem transforma casa em nave de Star Trek




O inglês Tony Alleyne transformou seu apartamento em uma réplica da nave estelar "Voyager", uma das séries de "Jornada nas Estrelas". Começou como um projeto de fim-de-semana para transformar a geladeira em uma imitação de motor warp. Acabou virando uma compulsão para criar um ambiente completo do universo "trekker" depois que sua mulher o deixou (talvez por causa da geladeira). O projeto de Alleyne ganhou reconhecimento internacional e e ele tentou vender o apartamento por US$ 2 milhões no eBay, sem sucesso. Infelizmente, construir espaçonaves não é barato: Alleyne raspou 100.000 libras de seus cartões de crédito para financiar as reformas, e agora está falido. Talvez agora algum fanático possa dar um lance mais em conta para arrematar a extravagância . Veja o projeto completo em
24th Century Interior Design